terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Fanfic: Entre Brigas e Beijos com a TMJ! Parte 1!



Capítulos 1, 2 e 3! Baseado no filme ´´Coisas de Meninos e Meninas´´!


Capítulo 1: Um novo ano começou

Era Fevereiro... Começo das aulas na Escola Limoeiro! Todos estavam felizes para se verem novamente, menos duas pessoas. O dia estava apenas começando quando ela chegou...

A mais bonita,A mais inteligente! O nome dela era Mônica. Uma garota muito popular no colégio e babada por muitos garotos! Como sempre, ela chegou no colégio de salto alto e com sua roupa vermelha que de tão linda, arde nossos olhos! Todos os garotos atrás dela. Mas, outra pessoa chegou...

O mais bonito, o melhor jogador! Ele era chamado de Cebola, mas as meninas o chamavam apenas de Ce! Ele também era muito popular no colégio. Cheio de carisma, amigos e garotas gritando por ele. Mas, Mônica chegou perto dele e disse:

-Ei, garoto!

-Está falando comigo?-ele respondeu.

-Claro! Olha, só quero te dizer que essa escola é minha, entendeu?-falou Mônica com seus lábios cheios de batom sabor morango.

-Ah gatinha... Esse espaço já tem dono! E o nome dele é Cebola!

Então, todas as meninas gritam de tanta felicidade!

-O meu querido! Se você acha que é o bambambam, esta muito enganado, porque você é de se jogar fora!

Então, todos falam:

-Oooh!!!!!!!!!!!!

-Ce, você ao vai fazer nada?-diz Denise, uma das garotas estéricas do colégio-Ela te insultou!

-Oh, garota. Se toca tá! Você deve ser jogada no lixão!

Então, Mônica gritou de raiva, mas Cebola já foi embora com as meninas.
Depois, Mônica está com sua amiga Magali no jardim do colégio.

-Ai Maga! Que saco esse garoto! Sempre no meu pé! Me enchendo a paciência e sempre no meu caminho! Ai, que raiva!-reclama Mônica

-Calma Mô! Os meninos são assim mesmo! Se acham o tal!-fala Magali.

Magali sempre apoiou Mônica. É a melhor amiga que uma pessoa possa desejar!

-Ai, brigada amiga! Sempre posso contar com você! Quer ir lá em casa?-sugere Mô.

-Claro! Vamos!

No corredor do colégio, Cebola está no seu armário com seu amigo Cascão e as garotas estavam na sala conversando. Cascão é o ´´brother´´ do Cebola, sempre ao seu lado.

-Caramba cara! Como tu consegue essas garotas todas?-fala Cascão, que não é muito popular com as garotas.
-Ah cara, é só ser bonito, cheiroso e agradável. Ah... Às vezes eu canso de ser tão popular!

“Metido”, pensou Titi, o rival de Cebola que tem muita inveja dele.

-Vai ser difícil tu vencer ele, em Titi!- diz Xaveco, um dos amigos de Titi.

-É! Ele é muito popular-fala Jeremias, outro amigo de Titi.

-Calem a boca os dois!-grita Titi cheio de raiva.- Ai Cebola! Você vai cair,e feio!
-Cair? Você vai jogar ele num buraco?-fala Xaveco, que não é muito esperto.

-Claro que não seu burro!-grita Titi.- Vou bolar um plano contra ele e vocês vão me ajudar. Vamos!

Então os três vão embora e Cebola e Cascão também.

Capítulo 2: Outra briga começa!

Mônica esta em sua casa, junto de Magali. Elas estão conversando bastante! Pintando unha, lendo a revista ´´Fantastic´´ e olhando para os posters de Roberto Pantiston, o gato do momento!

-Ai!!!-suspira as duas juntas.-Roberto...

Então, chega no quarto a mãe de Mônica, Dona Sousa.

-Meninas, porque estão com essa cara? Estão doentes?-pergunta ela.

-Claro que não mãe! A gente esta olhando para esse gato aqui!-fala Mônica com o maior entusiasmo.

-Ah... Sei... Quando eu era dessa idade, também era assim. Babava por todos os atores bonitões da época.

Mas, nenhuma das duas ligou para ela e então Dona Sousa foi embora.

-Mô, você quer ir amanhã comigo ver o novo filme do Roberto no cinema?- perguntou Maga, que também era maluca por ele.

-Claro! Deve ser muito bom o novo filme dele ´´Terra Nova´´! Ele tira a camisa!- fala Mô totalmente animada.

-Ai!!!!!!!!!!!-as duas gritam estéricas por ele.

Mas, ouvi-se uma voz lá fora e as duas foram ver quem era.

-Ô maluca! Ta aí gritando porque? Caiu de bunda no chão! Hahaha!- era Cebola, a pior pessoa que Mônica queria ver naquela hora. Junto dele estava seu amigo Cascão.

-Ai Cebola! Cala boca ta? Você é um moleque muito bobo e idiota, ok?!-Mônica estava com raiva mesmo. Quanto insulto!

-Brother, tenho que ir ta? Valeu!-Cascão dá tchau pra Cebola.

-Ô garota, qual é seu nome? É... Ah lembrei! Monicréia!-Cebola não perde uma para insulta-lá.

-Ai garoto! Eu te pego!-fala Mônica.

-Então vem!- desafia Cebola, que pensou que não deveria ter feito aquilo.

Mônica desce das escadas rápido para acabar com ele! Com sua amiga Magali.

-To indo amiga-diz Magali que de repente sente um cheiro-Esse cheiro é de bolo de brigadeiro com chantilly? Espera amiga que já vou!

“Nossa! Que amiga”, pensou Mônica. Quando ela chegou perto de Cebola gritou tanto que os ouvidos dele quase explodiram! O dia estava preto, com cara de que não ir ser muito bonito! Os dois brigavam sem parar na frente de suas casas(os dois moravam um do lado do outro!). Então, a chuva começou. Era uma chuva forte, com raios e trovões!

-Ai garoto! Você não vai me ajudar! Que cavalheiro você é!-Mônica achava o Cebola muito mal educado, desde pequeno.

Ele quebrava os balanços dos parquinhos e também insultava os outros, desde dos 5 anos!

-Ajudar você? Há! Não estou bêbado, nem maluco!-Cebola não era nada educado mesmo!

A chuva apertava cada vez mais. Quando os dois estavam indo embora para suas casas, um raio atingiu uma árvore da calçada antes mesmo deles derem o primeiro passo e ela caiu em cima deles e os dois, ficaram desacordados e caídos no chão, naquela chuva forte e uma luz forte surgiu perto deles.

Capítulo 3: O que aconteceu? Socorro!!!

Era um dia lindo de sol. Muito mais bonito do que aquele de chuva!

-Onde eu estou?-falou Cebola.-Que quarto é esse?!

-Minha filha, esse é seu quarto!-lá estava. O pai de Mônica junto da mãe dela, Dona Sousa.-Esqueceu?

-Não, é porque estou meio tonto.-falou Cebola.

-Tonto? Ih, ta maluca mesmo!

“Mas porque estou aqui?”, pensou Cebola.

-Seios, brincos, saia... Ah!!!!!!!!! Virei a doida da Mônica!

Cebola gritou que tanto que sua voz ficou mais aguda do que tinha ficado! Os pais da Mônica já tinham ido embora, mas o grito dele se ouvia longe.

Na casa ao lado, lá estava Mônica , com a voz tão grossa quanto a de seu pai. Ela ficou doida, mas depois percebeu que virou seu pior pesadelo: Cebola! Os dois se vestiram e saíram das casas.

-O que você vez sua maluca?-falou Cebola no corpo da Mônica.

-Nada! O que aconteceu com a gente?!-falou Mônica no corpo do Cebola.

Os dois estavam pasmos com que viam. Era como se vissem seus corpos na frente de um espelho.

-Ai meu Deus! Temos que ir ao médico!-falou Cebola-Daqui a aguns dias é a grande final do jogo de futebol!

-Médico? Ele vai achar a gente loucos!-Mônica estava nervosa com tudo que estava acontecendo-Eu tenho que ganhar o campeonato de matemática!

Tudo estava indo muito mal! Eles já estavam malucos com tudo aquilo mas Mônica teve uma solução:

-Temos que se dar bem um com o outro! É o único jeito de nós voltarmos para o corpo de cada um! Não entende? O destino quer que a gente seja bom um com o outro! Que nos tornamos amigos!

-Eu e você? Amigos! Há! Só pode ser piada-Cebola mesmo no corpo de outra pessoa ainda era aquele garoto rude e mal educado.

-Seu burro! É o único jeito! Ou quer ficar pra sempre no meu corpo e ficar usando saias e sutiãs?

-Não, não! Tudo menos isso! Sou homem com H maiúsculo! Tudo bem! Eu aceito a proposta!

Então os dois foram se arrumar para o primeiro dia na escola, num novo corpo!

0 comentários :