quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Críticas TMJ - Edição #52


A edição #52 da turma jovem, que encerrou a aventura "Sombras do Passado", está fazendo um grande sucesso! Assim, hoje(6) trago mais um "Críticas TMJ"! :D Confiram abaixo, a crítica/resenha feita pelo site(CONTÉM SPOILERS):
A melhor saga da TMJ

Agora sim comecei a me surpreender com a Turma da Mônica Jovem. Acho que essa saga “Sombras do Passado” mexeu com todos os fãs da turma e do casal Mônica e Cebola. Como diz, foi um “divisor de águas”. A última página da edição #51 me surpreendeu bastante, quando vi o beijo de Penha e Cebola. Ao mesmo tempo em que fiquei com raiva daquela cena, fiquei com raiva do Cebola. Ficava falando para mim mesmo: “Meu personagem preferido? NÃÃÃOOOOOO!!!”. E ficava um pouco com raiva do Emerson Abreu por ter escrito aquela cena e assustado os fãs. Mas pensava: será que não é um plano da Penha? Vingança?


Era normal ficarmos com raiva do Cebola, porque no começo da edição #51 ele estava apoiando a Mônica, protegendo-a. Aí, no final, beija a Penha?! Traição! E o Emerson respondia no Twitter que eles dois estavam mesmo namorando. E que conversavam pela internet, já fazia algum tempo! E agora? O Cebola era o grande vilão da história? A Madame Creuzodete(é assim que se escreve?) mesmo disse que quem a Mônica considerava como amigo, ia se virar contra ela. Pois é, tivemos que esperar um mês inteiro para descobrir tudo que tinha acontecido. E minhas suposições se confirmaram: era tudo um plano da Penha! Para resumir a minha opinião sobre a saga, decidi citar os personagens que foram mais importantes para a trama:


Mônica: claro que ela sofreu bastante! Depois de ter tido horríveis pesadelos e a Sofia e Agnes ressurgirem em sua vida, ela chegou ao fundo do poço (literalmente!) quando viu seu grande amor beijando sua “inimiga” de infância. Depois que salvou os porquinhos alados das garras do fantasma da Agnes, ela achou que tudo tinha acabado. Mas só estava começando. E ainda tinha a Denise, que não parava de falar mal dela (impagável, como sempre!). O começo da edição #52 já mostrava ela quase numa depressão. Aí, aparece o Cebola no seu quarto e diz que nunca a amou, que era um plano para derrotá-la! Po, aí lascou-se. E pro Cebola também, porque minha raiva por ele aumentou ainda mais! Felizmente, era tudo um sonho da Mônica, que já estava imaginando coisas. Tudo era armação da Penha. Coitada da Mônica, mas a dor de ver o beijo foi muito grande. Depois de Sofia ter revelado toda a verdade, foi salvar seu amado Cebola. O único problema é que a Mônica quer sempre salvar o Cebola. Parece que ela o considera um fraco, não sei porque. Quando ela foi salvá-lo, ele disse que tinha um plano. Tudo bem que os planos dele quase 100% das vezes não funcionam. Mas ela tem que começar a acreditar mais nele! O mesmo aconteceu na edição #16, da saga “Monstros do ID”. Mônica queria salvá-lo do monstro ID Soranin. Mas o monstro era do Cebola, ele mesmo tinha de vencê-lo com as suas próprias mãos. E conseguiu derrotar. Felizmente, Mônica entendeu que Cebola mentiu só para protegê-la. Perdoaram um ao outro.

Cebola: não era o grande inimigo. Foi manipulado pela Penha e forçado a namorá-la. O Cebola comete erros, tem defeitos. Mas todo ser humano é assim. Desta vez, ele não tinha culpa no cartório. Sofreu por ter que mentir para a Mônica, mesmo essa mentira ser por um bom motivo. O problema é que a capa da edição #52 não ajudava. Ele parecia estar beijando mesmo a Penha, como se estivesse gostando. Eu pensei que, como na saga “Monstros do ID”, o monstro dele Soranin beijou um monte de garotas do Bairro do Limoeiro, o monstro podia ter voltado! E o Cebola foi e começou a namorar a Penha. Ainda bem que eu estava errado. Quando temos um personagem preferido, queremos sempre ver ele fazendo coisas boas. Ok, o Cebola fazia planos infalíveis para derrotar a Mônica. Mas em parte, era para chamar a atenção dela. E em várias historinhas deles pequenos, quando a Mônica olhava para algum garoto ou ficava apaixonada, ele sempre ficava com ciúmes. Apesar de ciúmes de criança, víamos que ele sempre gostou da Mônica. E esse “gostar”, se tornou um “amar” na turma jovem. O que discordo dele totalmente, é essa mania de querer derrotar a Mônica. Namora ela logo, ou o Do Contra é que vai! Bem que ele podia ter aparecido, ia dar mais "fogo" à trama!


Denise: sensacional. Emerson fez eu gostar muito da personagem! Já falei dela na minha crítica anterior, e tenho mais a falar. Não imaginava que ela era a Paulette, a organizadora de eventos. Me enganou direitinho e fez a Penha ficar de queixo caído, quando descobriu que foi enganada. E vamos admitir que ela fica bem mais bonita com o cabelo solto. Parece até mais velha! O olhar de desprezo da Penha não funciona com ela. Com a ajuda do Cebola, conseguiu fingir ser a verdadeira Paulette, gravou a Penha contando o plano e salvou a pátria. Denise foi essencial para toda a história. Mesmo falando mal da Mônica, ela só estava brincando e se mostrou uma verdadeira amiga.

Sofia: amiga ou inimiga? Bem, um pouco dos dois. Na edição #51, parecia mesmo ser amiga da Mônica. Quando chegou na mansão da Penha e disse que a Mônica estava derrotada, era inimiga. Ela sofria bastante nas mãos da Penha. Mas gostei que ela se virou contra a “parceira” e quis ajudar a Mônica e o Cebola. Na cena que ela “causa um terremoto” e a Penha cai no chão, ri e comecei a torcer pela personagem! O estranho é que depois disso não mostra o que aconteceu com ela.

Penha: uma grande vilã, com certeza. E fez tudo por vingança! Voltar de Paris só para separar um casal? Vai viver sua vida! Ela até invocou o espírito da Agnes! A raiva que ela tinha do Cebola era tão profunda, à ponto de querer ver a Mônica na cadeia. A Sofia falou que ela ainda amava o Cebola, mas acho que quem ama de verdade não faz uma loucura tão grande como essa. E ainda tinha uma mansão perto do litoral, uma jovem rica e metida mesmo! A mansão era do pai dela, mas deve ter sido um presente. E tenho que admitir que o plano foi brilhante! Gostei e não gostei da personagem. Ainda bem que foi derrotada, quase que o retorno dela foi triunfante.

Agnes: assustadora. Voltou ao mundo dos vivos como um monstro assustador e aterrorizante. Prefiro ela na versão humana, muito mais bonita hehehehehehe. Ângelo fez ela voltar ao outro mundo e salvou a turma. E a armadura do Ângelo? Caramba, incrível! Agora sim ele parecia um verdadeiro protetor celestial!

Claro que outros personagens também apareceram na edição. Franja ajudou a Mônica, Marina e Magali a consolaram e Cascão... bem, não fez muita coisa. E por falar nele, eu e muitos fãs ficamos curiosos de porque na capa da edição #52, estava escrito na árvore “Cascão & Cascuda” com um coração envolvendo. Pensávamos estar relacionado com algo da história. E acho que descobri o motivo do desenhista ter feito aquela árvore.
Fiquei pensando, pensando e me lembrei que já tinha visto aquilo em algum lugar. E consegui lembrar: no episódio “O Detetive”, da Turma da Mônica”, quando o Cebolinha vai procurar pelo Cascão, ele chega numa árvore que está escrito “CC”, envolvido com um coração. São as siglas de “Cascão e Cascuda”! E o casal está namorando do outro lado da árvore.
Pode ser a mesma árvore. Tudo bem que não está escrito igual, mas como o tempo passou e eles ficaram jovens, podem ter colocado o nome completo na árvore, kkkkkkkk. Bem, acho que isso está um pouco relacionado com o desenho da capa. Quem quiser ver essa parte, clique aqui(começa no 3:31).


Uma saga impecável. Cheia de mistérios, segredos, emoções. Só achei que colocar os porquinhos alados deixou a cena do salvamento um pouco infantil. Como diz o título, na minha opinião foi a melhor saga da TMJ! Emerson Abreu é um roteirista sensacional! Trazer as Meninas do Bairro das Pitangueiras de volta, foi uma ideia brilhante e que gostei MUITO. Eu quero ver mais roteiros dele na turma jovem, com certeza.

Pedro Henrique
Desta vez ficou grande! Também quer falar sobre a edição #52 e sobre a resenha/crítica? Então, comente! :D

22 comentários :

mickael disse...

patabens pela critica,gostei de ver,ainda mais o video do detetive que eu to vendo!!!Gosto realmente do seu blog,e vc,novamente,esta de parabens!!!

Marquinhos disse...

Nossa Pedro,parabens pela critica,gostei muito e até re-li algumas partes ! Vc usou as palavras certas para descrever cada detalhe da trama ! MARAVILHOSO *-*

Pedro disse...

Pedro a crítica está perfeita meus parabéns!!!!!!!

Marcelo Pedrozo disse...

Concordo também. Eu nunca imaginaria que a Denise era a Paulette. Uma das partes mais engraçadas, como você falou do Cascão, foi logo no começo, quando ele fala "Bolas! Achei que era pra jogar videogame...", na reunião. Além disso, o mistério foi melhor na #52 do que na #51. E agora eu fiquei curioso: Sofia e Ângelo poderão ter futuro? Hêhêhê, quem sabe numa próxima edição...

Caroline disse...

adorei a critica, temos o mesmo pensamento pois tambem pensei q quem tivesse beijado a penha foi o id do ce tambem e nunca imaginei q a denise era a paulette adoro seu site sempre me deixando informada sobre a tm e a tmj continue assim

Pedro Henrique disse...

Pedro,sua cítica ficou muito boa,apesar de na minha opinião conter muito SPOILER e a história da Sofia,sim mostra exatamente o que aconteceu com ela depois da surra que levou da Agnes!!!(Dá uma relidinha tá!??!#FicaaDica.
Uma das partes que mais achei engraçada foi a da reunião,a história do "Parem de agir como se eu não estivesse aqui..."<Muito massa.Superou com certez a parte 1 que também não deixa a desejar.Valeu ae,desculpa qualquer coisa.

Pedro Henrique disse...

Erros último comentário:
CRíTICA
COM CERTEZA

Hayane Rafaela disse...

Eu vou comprar amanha então resolvi ler uns que não tem spoiler dessa critica ficou otima

Maria Luíza disse...

Ma minha opinião também é a melhor saga da TMJ,também achei a Denise bonita de cabelo souto e concordo com outras coisas que disse,inclusive que achei meio infantil os porcos alados na primeira parte de saga mas no final fez sentido.Amo Turma da Monica Jovem!!!

Mari Souza disse...

Nossa!Amei!Concordo com voce em tudo,ainda mais na parte que vice diz que o DC podia aparecer!E tambem na parte que o Cebola tem que derrotar a Monica e blablabla...é melhor ele derrota-la logo (poxa quero ver eles juntos) ou quem sabe o DC num entra na historia p/ ela ficar mais emocionante?!

Leonardo Souza disse...

Adorei, a crítica ! Bem Complexa dessa vez, gostei muito ! :D

Junior Macedo disse...

Parabéns heim...Gostei muito desta critica! Acho até que foi a melhor ^^ e reli varias vezes alguns pedacinhos da critica! parabéns!!!

HabboNew disse...

É a melhor saga concerteza! Emerson Abreu está de parabéns quero ver ele nas proximas histórias. E ainda ficou devendo aquela viagem á Paris. Quero ver hein?

Mallagueta disse...

A crítica ficou boa. Agora, vc diz que a Mônica subestima o Cebola, mas o contrário tb é verdadeiro. Quer dizer, Se ela subestima a força dele, ele também subestima a inteligencia dela. Tanto que ele não falou nada por achar que ela ia resolver tudo na pancadaria e vimos que isso não aconteceu. Ela foi capaz de bolar um plano e até lembrou de chamar o Angelo pra dar conta da Agnes.

Mariana Netto disse...

Gostei da crítica, bem abrangente. Quando o Emerson contou que seria o roteirista da edição 51, surtei na hora! Sabia que seria uma história e tanto. Me divirto muito com os gibis dele. Até reli(deveria ser a milésima vez, nunca canso) "A Namorada do Cebolinha" para ver se achava alguma ponta que ligasse ao mistério da edição. E minha teoria estava certa! Só que resolvi acreditar na resposta de um certo roteirista-que-esconde-a-verdade-na-nossa-cara e acabei deixando de lado. =P
Concordo com a Mallagueta no que diz sobre o Cebola. Na verdade, os dois não suportam que o orgulho seja ferido e querem provar que conseguem proteger o outro. Só que agora a briga é: Quem consegue proteger melhor? A Mônica com a sua força (e planos que, na maioria das vezes, dão certo) ou o Cebola com sua inteligência? O final já temos certeza. Resta saber quem irá engolir o orgulho e aceitar que podem cuidar um do outro JUNTOS!
E haja força para a Mônica agora. Conhecer esse lado perverso do amor é um sofrimento que parece não ter fim. Ninguém desejaria tomar essa dose de novo. Mesmo sabendo que o Cebola fez por mentira, para protegê-la, aconteceu! Difícil esquecer...
E sobre a LELEALA ter aparecido no final, eu gostei! Ficou meio infantil. Mas essa é justamente a marca do Emerson. Com anos escrevendo os gibis da turminha, o final não poderia ser menos fantasioso.
Bem, acho que a Denise está sambando na nossa cara por termos caído direitinho no truque dela. E por uma campanha: Denise, acredita no seu #batecabelo! XD
(não ter blog dá nisso, fazer comentários enormes XP)

LecaFofucha12 disse...

é, eu também gostei muito mesmo da saga, mas acho que devia ter...feridas. tipo, eu imaginei que, na hora em que a penha pega a espada do angelo, ela fosse feriri a monica. ficaria quente!! dai a proxima pagina seria num hospital, com a monica na maca, e todos os amigos preocupados. a penha ja teria sido derrotada, mas so depois da mo se recuperar o ce falaria com ela. acho que ia ficar bem mais perigoso!

Administrador disse...

Muito boa essa saga da TMJ, mas concordo com o LecaFofucha 12, poderia ter havido mais violência, luta e porque não sangue? Ainda acho que o pessoal da TMJ tem que parar de infantilizar a revista e colocar todo o potencial que ela possui para fora. Essa saga sem dúvida foi há melhor desde muito tempo. Aguardo mais sagas do Emerson, soube aproveitar muito bem os personagens, nos enganar direitinho e fez da Penha uma vilã bem legal, porém fraca, a meu ver a luta final poderia ter sido bem melhor, Ângelo contra Agnes (Sem os porcos) e Penha contra Mônica (com muito tapa na cara e cortes de espadas).

Pedro Henrique disse...

Concordo com vocês que podia ter mais lutas. Mas sangue e violência não daria, porque a Turma da Mônica não usa isso. O Mauricio não permite, principalmente porque crianças estão lendo a Turma da Mônica Jovem. E na turminha clássica, crianças leem também.

Pedro do TMJ Mania

Paulo disse...

Eu entendo Pedro, mas desde o começo o Mauricio de Souza havia falado que a revista seria voltado para o público pré adolescente, adolescente e jovens e não para crianças. Com a entrada desse publico a revista está ficando infantilizada demais, é só compararmos as primeiras edições com as ultimas, na sete por exemplo o Astronauta teve uma luta contra o Robô muito mais "violenta" que essa da ultima edição assim como o ataque dos robôs contra Mônica também foi. Não precisa ter necessariamente sangue (Que seria muito bom) para o mangá ter cenas de lutas legais. Eles tem que aflorar todo o potencial da revista e aproximá-la um pouco mais do mangá como eram nas primeiras edições.

♥Biaz♥ disse...

Eu tbm gostei mto dessa edição, eu achei todas as edições da tmj legais, menos a 43 e a 44, e vc Pedro?

Mallagueta disse...

Se for incluir um pouco mais de violencia e lutas, eles vão ter que aumentar a classificação do mangá, (que atualmente é 10+) e isso significa excluir uma boa parcela dos leitores que poderão deixar de comprar as revistas. Não vai rolar.

Teria sido legal um pouco mais de luta entre Penha e Mônica, mas isso ia extender a história e o espaço é limitado a 120 páginas.

Eu acho que já está na hora de eles considerarem uma publicação quinzenal porque uma vez só por mês é muito limitado.

Maria disse...

Pedro, gostei muito da sua crítica. Aliás, foi muito do que pensei enquanto lia o #51 e o #52. Poxa vida! já estava achando o Cebola um 'achão' e destruindo tudo que a Mônica sentia. Mas, felizmente TUDO era um grande plano. E agora, será que a Sofia e a Penha terão mais idas e vindas nos gibis da TMJ?
Parabéns.

PARABÉNS! VOCÊ ENCONTROU A FIGURINHA 47 COM A MAGALI JOVEM!